[ editar artigo]

Cuidados especiais para quem faz uso severo do carro

Cuidados especiais para quem faz uso severo do carro

Uma das manutenções mais simples e baratas de um carro, é a substituição do óleo lubrificante do motor. Duas questões são recorrentes nesse momento: qual óleo deve ser utilizado? E qual o intervalo da troca?

Para a primeira questão, a resposta é muito simples e está no manual do proprietário, ou até mesmo em alguma etiqueta colada pelo fabricante em algum local de fácil acesso, como por exemplo o lado interno do capô do carro. Seguindo o que recomenda o fabricante, basta respeitar a viscosidade e a especificação para não errar na escolha. 

Já para a segunda questão, a resposta não é tão simples, pois tem relação com o tipo de uso do carro, comumente classificado como uso normal ou uso severo. Dependendo desse tipo de uso, os intervalos entre as trocas de óleo podem ser maiores ou menores. 

De modo geral, os fabricantes recomendam trocas a cada 10 mil quilômetros para quem faz uso normal de um carro, e metade disso para quem utiliza de maneira mais severa. Esses intervalos variam um pouco de fabricante para fabricante, mas não fogem muito disso. 

É justamente aqui que começam as dúvidas, pois como definir o que é uso severo? De uma maneira simplista, classificam uso severo quando o motorista utiliza o carro de maneira profissional, como taxistas, motoristas de aplicativos ou profissionais. 

Mas além desses profissionais, não faltam motoristas comuns, que também utilizam seus carros de maneira severa. Vou dar alguns exemplos: 

  • Uso em condições de muita poeira 

  • Uso repetidamente em curtas distâncias 

  • Rebocando um trailer 

  • Muito tempo em marcha lenta 

  • Uso em condições climáticas extremamente adversas ou em regiões em que a temperatura ambiente é extremamente baixa ou extremamente alta 

  • Uso em regiões de alta umidade do ar ou em regiões montanhosas 

  • Uso em regiões que usam sal ou materiais corrosivos 

Como o leitor pode observar, e inclusive se identificar, é bem comum fazer uso severo de um carro, mesmo não sendo um motorista profissional. 

Para atender essa demanda de quem faz uso intenso e severo de um carro, a Lubrax desenvolveu o óleo lubrificante Lubrax Tecno Profissional. Do tipo semissintético, é recomendado para os mais modernos motores a gasolina, etanol, flex e GNV. São três graus de viscosidade, SAE 10W-30, 10W-40 e 15W40. Seu nível de desempenho é o API SN ou inferiores

Por ser focado em motores com uso intenso, possui duas vezes mais proteção contra o desgaste das peças do motor, tem excepcional proteção contra a oxidação, proporciona mais limpeza no motor e controle de formação de borras e depósitos. 

Sendo assim, se o uso do seu carro se encaixar em qualquer um dos exemplos acima, considere utilizar o óleo lubrificante Lubrax Tecno Profissional, claro que respeitando a viscosidade e a especificação recomendada pelo fabricante do seu carro. 

Auto Masters
Felipe Carvalho
Felipe Carvalho Seguir

Apaixonado por carros desde sempre, em 2012 decidi trabalhar com essa paixão. Hoje eu ajudo pessoas a perderem o medo de comprar carro usado, procurando e avaliando as melhores opções.

Ler conteúdo completo
Indicados para você