[ editar artigo]

Desvendando o sistema de Arrefecimento do Motor do seu carro.

Desvendando o sistema de Arrefecimento do Motor do seu carro.

Entenda como funciona e quais são os componentes do Sistema de Arrefecimento do Motor do seu carro!

OBJETIVO DO SISTEMA

O sistema de arrefecimento do motor é o sistema responsável pela refrigeração, foi desenvolvido e é normalmente utilizado em veículos que possuem motor a combustão.

Leia também em: Gol GTI 2.0 - Uma das grandes paixões dos amantes de automobilismo

O sistema de arrefecimento ou refrigeração é responsável por manter o motor do veículo na temperatura ideal de trabalho, garantindo que não haja nenhuma grande dilatação nas peças de contato, consequentemente preservando alguns dos componentes mais importantes para o motor do carro contra o desgaste precoce.

O controle de temperatura garantido pelo sistema de arrefecimento é extremamente importante para que o motor do seu carro opere corretamente, tenha um melhor consumo de combustível e menor emissão de poluentes.

A temperatura pode variar de veículo para veículo, de acordo com modelo e fabricante. Porém, pode-se dizer que a temperatura média do motor do carro varia geralmente em torno dos 90º C a 110º Celsius.

Como funciona?

O líquido de arrefecimento, composta normalmente por uma mistura proporcional de água desmineralizada e aditivo, com o auxílio da bomba d’água, percorre e resfria a temperatura do motor através da troca de calor realizada pelo contato entre o bloco do motor e a água que passa pelas galerias do motor.

É de extrema importância o uso de aditivo no sistema de arrefecimento. O aditivo eleva o ponto de ebulição ou congelamento da água, o que garante que a água não evapore enquanto o motor funciona, ademais evita também que as peças enferrujem com o tempo, fazendo papel de antiespumante, anticorrosivo e antiencrustante.

Assim que a água atinge certa temperatura de trabalho, a válvula termostática se abre e faz com que a água em alta temperatura seja resfriada por meio da troca de calor entre o ar externo e a própria água, que passa entre as aletas do radiador.

Todo o resfriamento é feito através de mangueiras, preparadas para suportar elevadas temperaturas, que levam a água até pontos importantes do sistema.

Leia também em: A história do motor AP - parte 1

Caso a temperatura esteja alta demais para o sistema, a ponto de causar danos ao motor do veículo, o eletroventilador, também conhecido como ventoinha, é então acionado para que a água que está nas aletas do radiador tenha o seu resfriamento agilizado.

Quais são os componentes do sistema de arrefecimento automotivo?

O sistema basicamente é composto por 7 componentes principais:

  1. Bomba d’ água
  2. Válvula termostática
  3. Reservatório
  4. Radiador
  5. Aditivo
  6. Sensor de temperatura
  7. Eletroventilador

Para desvendar definitivamente todo o funcionamento deste sistema, vamos conhecer um por um desses componentes:

1. Bomba d'água:
Componente que pode ser acionado através da correia do motor e tem como principal função, como o nome diz, bombear o líquido de arrefecimento para que ele circule no sistema e então seja feita a troca de calor entre o próprio líquido e as peças do motor do carro.

2. Válvula termostática:
Tem como principal função “segurar” o líquido que já está em contato com o bloco do motor para que a mesma atinja a temperatura ideal de trabalho. Assim que o motor atingir essa temperatura a válvula termostática se abre e libera a passagem do líquido para o radiador do veículo, criando assim um novo ciclo de resfriamento no motor.

3. Reservatório:
É responsável por reservar toda o líquido do sistema de arrefecimento. Nele é possível verificar o nível, até para que possa ser feita a manutenção do sistema, pois o nível do líquido de arrefecimento deve estar sempre na marca ideal, normalmente entre o mínimo e máximo, essas marcações podem ser encontradas no próprio reservatório.

4. Aditivo:
Tem como principal função fazer com que o líquido do carro não ferva e nem congele, fazendo também com que o motor continue dentro da faixa adequada de temperatura enquanto está em movimento. Atua para a não oxidação das peças que entrarão em contato com a água do sistema de arrefecimento.

O aditivo pode ser encontrado em 3 formas químicas diferentes, sendo elas: Os compostos por etileno glicol, orgânicos ou sintéticos. O recomendável é seguir sempre o manual do veículo para saber qual aditivo deve ser utilizado.

5. Radiador:
O radiador tem como principal função realizar à troca de calor entre o líquido quente que vem do motor e o “ar frio” que vem da atmosfera. A água passa pelas aletas do radiador e conforme o ar de fora do carro entra em contato com essas aletas o líquido é resfriado.

6. Sensor de temperatura ou cebolinha de temperatura:
Responsável por informar a temperatura do motor/temperatura da água do sistema de arrefecimento, pode levar essa informação tanto para o módulo de comando, sendo a ECU quanto para o próprio painel do veículo.

Funciona através de um termistor interno que varia a sua resistência conforme a temperatura do sistema de arrefecimento muda.

7. Eletroventilador ou ventoinha:
Tem como principal função ventilar o radiador do veículo para que a troca de calor entre o líquido que passa nas aletas do radiador e o ar atmosférico seja feita de maneira mais rápida e eficaz.

Cuidados com o Sistema

É muito simples manter o sistema de arrefecimento com o funcionamento ideal, além de manter o nível do líquido de arrefecimento sempre na medida ideal. Como já falamos, é importante também utilizar sempre água desmineralizada e o aditivo correto e na proporção correta, informações que podem ser encontradas no Manual do Condutor.

Para mais, verifique sempre se existem vazamentos nas mangueiras e se o nível do líquido de arrefecimento baixa com frequência, caso isso não esteja acontecendo, em média a troca do líquido de arrefecimento é recomendada a cada 30 mil quilômetros ou 2 anos, de acordo com a utilização do veículo, bem como com as orientações constantes no manual. 

Leia também em: 5 DICAS PARA ESCOLHER UMA BOA OFICINA DE FUNILARIA E PINTURA

Espero que estas dicas lhe sejam úteis!
Nos vemos em breve com mais dicas! 


Texto por: Paula Mascari

Auto Masters
Paula Mascari
Paula Mascari Seguir

⚖️Advogada, mas larguei tudo para seguir meu sonho! 🚘Dona de um #voyageturbo que eu montei!

Ler conteúdo completo
Indicados para você