[ editar artigo]

Não entende de mecânica? Se liga nessas dicas infalíveis para a boa avaliação do motor de um carro usado!

Não entende de mecânica? Se liga nessas dicas infalíveis para a boa avaliação do motor de um carro usado!

Quem não entende de mecânica sempre fica preocupado (a) na hora de visitar aquele carro usado para decidir se concretiza ou não a compra, não é mesmo? Eu já postei aqui 10 super dicas na hora de avaliar um carro usado de maneira geral, mas aqui eu vou ensinar dicas valiosas para avaliar especificamente o motor de um carro usado, então anota aí!

Leia também: A rotina de uma equipe na Stock Car Brasil

1 – INSPEÇÃO VISUAL ANTES DO TEST DRIVE

A inspeção visual é sempre o primeiro contato que vamos ter com o motor daquele carro que estamos sonhando em comprar, é um momento muito importante, onde toda a atenção deve estar voltada para alguns detalhes que podem falar muito sobre a saúde daquele motor, aqui vão alguns tópicos que devem ser notados:

  • Com o motor ainda desligado verifique possíveis vazamentos de óleo e líquido de arrefecimento, por cima e por baixo do motor, é muito importante que possamos dar aquela geral na parte de baixo também,
  • Fique atento (a) a motores lavados recentemente, eles também merecem atenção especial, pois podem demonstrar a tentativa de esconder possíveis vazamentos,
  • Verifique sinais de corrosão na bateria, aquela “sujeirinha” branca que fica grudada nos polos positivo ou negativo, caso haja, é muito improvável que o motor tenha recebido manutenção regular ao longo dos anos,
  • Verifique o nível e a aparência do óleo, óleo muito escuro ou esbranquiçado com um forte cheiro de combustível, podem acusar problemas no motor, faça esta inspeção inclusive retirando a tampa de óleo, verifique também o nível do líquido de arrefecimento,
  • Dê uma geral nas mangueiras, verifique se não possuem aparência ressecada ou rachaduras,
  • Por fim, peça para verificar o manual com as revisões na concessionária, se houver.

2 – PARTIDA A FRIO ANTES DO TEST DRIVE

Esta etapa da avaliação é muito importante, mas infelizmente nem sempre é possível avaliar um carro usado em sua primeira partida do dia, de qualquer forma, caso seja possível, dê sempre preferência para visitar o veículo frio, ainda na garagem, caso não seja, também é possível verificar os itens abaixo:

  • Se possível, avalie o motor na primeira partida do dia, dificuldades na partida podem acusar problemas com a bateria ou ainda com o motor de arranque,
  • Outra coisa que pode denunciar problemas é o ruído do motor, motores que chacoalham ou fazem ruídos muito altos, estalos ou rangidos podem denunciar problemas mecânicos,
  • Verifique também se sai fumaça pelo escapamento, fumaça azul, por exemplo, demonstra que o motor já está muito gasto e está queimando óleo, neste caso é melhor optar por outro veículo, já fumaça preta pode denunciar problemas com o sistema de alimentação de combustível, apenas a fumaça branca não apresenta tanto risco, principalmente se ela sair do escapamento na primeira partida do dia, se o dia estiver frio e principalmente o carro estiver abastecido com álcool, neste caso a fumaça branca que se dissipa rapidamente costuma ser normal,
  • Assim que der a partida no motor, verifique se as luzes acesas no painel se apagam, a permanência de luzes acesas, como, por exemplo, luz de injeção eletrônica, luz de óleo, luz de temperatura do motor e luz de ABS, entre outras, indicam problemas no motor.

Leia também: Você sabe como funciona o sistema de sincronismo do motor e a importância da troca da Correia e Tensor juntos?

3 – HORA DO TEST DRIVE

Não tenha vergonha de pedir ao proprietário do veículo para dar uma volta, o test drive pode dizer muito também sobre a saúde do motor:

  • Fique atento (a) novamente a ruídos do motor, vibrações, falta de potência, ou quaisquer outros problemas que dificultem a condução,
  • O motor deve funcionar “liso”, sem falhas, oscilações na marcha lenta ou muita agitação, ou aceleração,
  • Se possível, conduza o veículo até que o motor alcance a temperatura ideal de trabalho, que costuma ficar em torno de 90º para a maioria dos motores, no caso dos motores mais antigos que possuem o ponteiro de temperatura, o ideal é que ele permaneça sempre no centro do marcador, carro mais novos possuem apenas a luz de temperatura no painel, que se acende somente quando o veículo superaquece, ela é representada pelo desenho de um termômetro. Aguardar o veículo atingir a temperatura ideal de trabalho lhe indicará se o motor está esquentando mais do que o ideal e se o eletro ventilador está acionando corretamente.

4 – PROCURE UM PROFISSIONAL PARA LHE ACOMPANHAR

De qualquer forma, se mesmo com todas estas dicas, ainda não estiver se sentindo seguro (a) para avaliar o motor do seu carro dos sonhos, busque a orientação ou o acompanhamento de um profissional da área, que pode ser um (a) mecânico (a) de sua confiança ou um personal car, profissionais habilitados para promover uma avaliação completa de um carro usado ou seminovo.

 

Espero que estas dicas lhe sejam úteis!

Nos vemos em breve com mais dicas!

Texto por: Paula Mascari

Auto Masters
Paula Mascari
Paula Mascari Seguir

⚖️Advogada, mas larguei tudo para seguir meu sonho! 🚘Dona de um #voyageturbo que eu montei!

Ler conteúdo completo
Indicados para você